play_arrow
Assista ao trailer: Medo Profundo | Trailer Legendado
videocam

Confesso que sou fã de filmes de tubarões - Medo Profundo (47 Meters Down) é mais um filme de sobrevivência angustiante. Juntamente como Águas Rasas (2016), o longa traz histórias de pessoas que resolvem se aventurar em praias desertas, mas acabam enrascada numa situação trágica envolvendo tubarões.

Dirigido por Johannes Roberts, diretor do horror Do Outro Lado da Porta, Medo Profundo traz enormes feras marinhas que rodeiam duas mulheres que só queriam uma diversão, já que estão ali de férias. Elas são Liza e Kate, a primeira vivida pela atriz Mandy Moore, conhecida pelo sucesso romântico Um Amor para Recordar (2002) e na atual série This Is Us, onde interpreta Rebecca. Já a segunda é personagem de Claire Holt, das séries Os Originais, Diários de um Vampiro e Pretty Little Liars.

Na trama, duas irmãs de férias no México ficam presas em uma gaiola de tubarões no fundo do oceano. Com menos de uma hora de oxigênio e um grande tubarão branco à espreita, elas devem lutar para sobreviver.

Com 90% das suas cenas gravadas embaixo da água, a aventura de horror segue realmente o estilo de Águas Rasas, com poucos diálogos e personagens lutando constantemente por suas vidas. Há um episódio alucinógeno que nos promete um alívio temporário, mas que logo é desvendado, o que nos reforça o caráter trágico da existência destes personagens.

O roteiro, assinado em parceria com Ernest Riera nos mostra como ausência de excessos e a praticidade podem trabalhar juntas, em prol de uma narrativa, sem deixar de ter aprofundamento psicológico dos personagens. Medo Profundo é um bom filme, mas poderia ser ainda melhor. Seu formato e clichês são batidos há anos. Esse longa consegue nos deixar preso nos seus 89 minutos.

Há mais de um ano atrás, o filme caía na internet como In the Deep. Ainda assim foi sucesso de bilheteria nos cinemas. O longa deve ganhar uma continuação em terras brasileiras, para ser exato no Recife.