As adaptações de histórias em quadrinhos nada mais são do que interpretações dos diretores e roteiristas sobre os grandes heróis e vilões da Cultura pop, podendo variar entre diversos gêneros a todo momento — mesmo que, em certos casos, eles possam gerar resultados negativos. E o Batman é o personagem que mais passou por essas interpretações ao longo dos anos, e em todas elas nós nunca conseguimos ver o Homem-Morcego em sua essência base. 

Foi então que o diretor e roteirista Matt Reeves nos presenteou com Batman, uma aventura que celebra e destaca a jornada do Cavaleiro das Trevas antes de trazer sua visão à história — e que acerta entregando a melhor versão do personagem em anos.

The Batman confirma su duración: ¡la película del Caballero Oscuro más  larga de la historia! - MeriStation

Em sua nova aventura, acompanhamos Bruce Wayne (Robert Pattinson) em seu segundo ano como o vigilante protetor de Gotham. Em menos de 10 minutos de filme nós já somos apresentados a um Batman que deixou sua marca na cidade, e que amedronta a população apenas pelo fato de existir no ideal do povo. 

O roteiro primoroso escrito por Matt Reeves e Peter Craig nos apresenta a um anti-herói que erra e acerta durante sua jornada, e que tem uma ideia de justiça bastante questionável, e que pode gerar consequências não só a ele, mas também à população de Gotham como um todo.

E não teríamos uma melhor versão para esse Bruce se não fosse nas mãos de Robert Pattinson.

A saia-justa que o novo 'Batman' enfrenta na Rússia ainda antes de estrear  | VEJA

Ainda existem aqueles que apresentam receio pela escolha de Pattinson devido a seu histórico com a franquia Crepúsculo, mas como o próprio ator diz: “Isso é tão 2010.”

Robert Pattinson entrega um Bruce cheio de traumas e camadas que gostamos de conhecer durante essas três horas. Ele não se importa em perder sua fortuna em nome da justiça. Ele prefere viver imerso no traje do morcego ao invés de ter responsabilidades civis, e toda essa inexperiência e a evolução desse personagem são trabalhadas de forma magnífica durante as três horas de longa.

O ator foi a escolha perfeita para canalizar tudo aquilo que o Batman é e sempre vai ser em suas histórias, entregando uma performance que entrará para o hall de melhores de sua carreira — e que muitos precisam conhecer para ver todo o talento desse ator.

The Batman: Every Actor Cast In The Movie (So Far) | Screen Rant

E a escalação de Pattinson não foi o único acerto no quesito atuação, pois todo o casting de apoio (do maior ao menor papel) foi escolhido com maestria pelas diretoras de elenco Lucy Bevan e Cindy Tolan.

Batman | Colin Farrell irá retornar como o Pinguim em série spin-off para  HBO Max - Cinema com Rapadura

Colin Farrell entrega uma versão do Pinguim que se destaca com mais do que a técnica da maquiagem, pois aqui ele consegue mostrar de forma espetacular o equilíbrio entre o engraçado e o ameaçador ao longo da trama — além de se mostrar como um personagem ambicioso demais durante suas aparições (e que nós veremos mais de sua história em sua futura série no HBO Max).

The Batman Resumes Filming With New Set Photos Featuring Penguin, Catwoman,  And Bruce Wayne – We Fan It!

Selina Kyle vivida por Zoë Kravitz também se mostra mais do que uma simples gatuna e parceira do Batman. Ela tem uma história de origem muito bem elaborada, e uma performance de tirar o chapéu sempre que aparece em cena. Foi muito gratificante ver o respeito que deram à personagem durante a trama.

Já o Carmine Falcone de John Turturro acabou sendo uma grata surpresa na história, pois mesmo sendo um personagem com uma ligação importante com o Batman e a família Wayne, nós conseguimos compreender o quão enorme ele é através dos olhos dos demais personagens. Foi maravilhoso assistir sua história ganhando forma ao longo das investigações.
The Batman: Por que Paul Dano não conseguia dormir após interpretar  Charada? · Rolling Stone

E o principal (e o óbvio) destaque para a performance dos vilões vai para o Charada de Paul Dano, que traz uma performance que amedronta o público com suas ações e engrandece a trama investigativa que enaltece o lado detetive do Batman que há muito tempo não se via nos cinemas.

Baseado em figuras reais como o Assassino do Zodíaco e fictícias como o Jigsaw de Jogos Mortais, essa versão do Charada se vê como um cidadão que seguiu à risca o ideal do Batman por justiça, e que pretende expor toda a sujeira de Gotham para um bem maior, mas suas ações nada mais são do que o sadismo elevado à enésima potência — e isso fica muito evidente em um determinado diálogo inserido na trama.

Seus jogos mentais foram muito bem elaborados pelos roteiristas, e o público se vê na pele do Homem-Morcego para tentar desvendar cada detalhe o mais rápido possível, antes de um próximo ataque.

Além disso, essa versão do herói também traz uma crítica à má interpretação de discursos e visões de mundo que são expostos nas redes sociais, e como esse radicalismo e violência veladas como liberdade de expressão é um mal social que precisa ser combatido.

The Batman': Robert Pattinson lives childhood dream on big screen – Metro  Philadelphia

Outros personagens como o Comissário Gordon de Jeffrey Wright e o Alfred de Andy Serkis estão inseridos na trama para tentar dar ao Batman um limite de como ele deve se portar nas ruas para não acabar morrendo. E a dinâmica entre esses personagens ao lado do herói elevam ainda mais a imagem do Batman para o filme.

E mesmo com essa enxurrada de personagens secundários, essa é a primeira vez em que um filme do Batman está 100% voltado para apresentar O BATMAN, e não uma versão do personagem que está ofuscada por um outro personagem na trama.
The Batman: Matt Reeves Addresses Why The Film Would Not Have An R Ranking  | Den Of Geek - Google Trends Now

E muito além do desenvolvimento do roteiro e da performance de ótimos atores, os conceitos técnicos deste filme são um primor aos olhos e ouvidos do espectador. E o devido destaque a ser dado nesse início está na direção avassaladora de Matt Reeves, que conduz um universo único e perfeito como um maestro em sua filarmônica. Mas o trabalho de condução do projeto não consiste apenas nesse ponto. 

A trilha sonora de Michael Giacchino capta a estética noir que o diretor idealizou para essa aventura, e a fotografia de Greig Fraser aumenta ainda mais a beleza desse filme, com a escuridão dando o ar da graça durante todo o momento (casando com a ideia do Batman ser parte das sombras) e com tons vibrantes de vermelho e laranja em momentos chave do filme, dando o casamento perfeito para a arte.

O Livro Before The Batman Revelará A Origem Do Batmóvel Mais Veloz E Mais  Furioso | UnicórnioHater

O design de produção também é um encanto aos olhos do público por trazer designs incríveis desde a uma Gotham City gótica e moderna como a dos quadrinhos até ao incrível traje funcional do Cavaleiro das Trevas — além de trazer a melhor versão do Batmóvel de todos os tempos, transformando o grande veículo do personagem em uma besta enjaulada de quatro rodas.

E o roteiro mais uma vez se destaca na construção de toda uma jornada. Sem exagerar para trazer grandes batalhas épicas, o texto e a progressão da trama conseguem te guiar durante três horas nada cansativas e que conseguem satisfazer o público com o necessário para uma história perfeita sobre o Batman e o seu heroísmo.

Batman (The Batman) - Filme 2022

Batman é sem sombra de dúvidas a celebração do Morcegão em sua versão definitiva em muito tempo, e cada segundo do filme nos apresenta um universo que gostaríamos de conhecer mais a fundo no futuro ao lado desse herói que vai crescendo junto ao público em suas investigações e embates contra a criminalidade. 

Apoio