Com mais de quatro anos se passando desde o ultimo titulo da franquia, Animais Fantásticos: Os Crimes de Grindelwald (2018), que devemos citar, foi a menor bilheteria da Wizarding World até hoje. Juntamente com as polemicas de Johnny Depp e da própria J.K Rowling e seus comentários transfóbicos, a expectativa em cima do novo filme da praquel magica eram extremamente baixas. Talvez essa formula de não esperar nada, chegue a surpreender.

Nesta terceira parte da franquia Animais Fantásticos: Os Segredos de Dumbledore, criaturas fofinhas foram trocadas por criaturas mais escuras, feitiços de defesa foram trocados por maldições imperdoáveis, e a crueldade para a pureza dos magos está mais presente que nunca.

É um filme pontiagudo da ponta à cauda farpada. Em vez de construir o enredo em torno de uma perseguição tediosa recheada de monstros digitais fofos — um passo em falso nos dois primeiros filmes — o diretor David Yates coloca o centro de "Segredos de Dumbledore" em uma eleição, e questões politicas são postas em tona. 

Imagem

A Trama

"Os Segredos de Dumbledore" retoma a história na década de 1930, vários anos após os eventos de "Os Crimes de Grindelwald (2018)", com um encontro visualmente impressionante e comovente entre Dumbledore (Jude Law) e Grindelwald (Mads Mikkelsen, substituindo Johnny Depp) em um café de luxo onde esses ex-amigos e parceiros românticos concordam que sempre discordarão e não há nada que possam fazer sobre isso.

O nefasto e conspirador Grindelwald deseja uma guerra total e a dominação dos trouxas, enquanto Dumbledore acredita que os nascidos com magia e os humanos podem coexistir pacificamente, lado a lado. Esses dois grandes magos são obrigados por um pacto de sangue, a não travar diretamente uma batalha entre si — então Dumbledore chama o magizoólogo Newt Scamander (Eddie Redmayne) e uma equipe um pouco suspeita para combater o Mago supremacista.

A equipe de Newt inclui seu irmão mais velho Teseu (Callum Turmer), um diplomata do Ministério da Magia britânico; sua leal assistente Bunty (Victoria Yeates), que está claramente apaixonada por seu chefe; Yusuf Kama (William Nadylam), um mago francês de sangue puro de ascendência senegalesa, que está de luto e cheio de raiva pela morte de sua irmã, Leta Lestrange, em "Os Crimes de Grindelwald"; a carismática, americana, professora de Charms Lally Hicks (Jessica Williams), e o padeiro trouxa Jacob Kowalski (Dan Fogler), cujo amor de sua vida, Queenie (Alison Sudol), atravessou para o lado negro e agora é um membro de Grindelwald.

Somos guiados também para algumas verdades reveladoras e dolorosas sobre Credence (Ezra Miller), e há uma reviravolta envolvendo não uma, mas duas fênix. Além de novas criaturas magicas conhecidas como Qilins (pronuncia-se "chillen"), que detêm a chave para a próxima eleição mundial de Bruxos.

rev_1_FB3_TRLR_0018_High_Res_JPEG.jpeg
A manipulação

Forte Viés Politico

A politica vem com força nessa nova trama, Grindelwald, o supremacista mago visto pela última vez tentando incitar uma guerra global, espera convencer o mundo mágico a apoiar sua plataforma de campanha para subjugar humanos não-maj (trouxas). Para Grindelwald, eles são "animais", embora ele admita que eles fazem uma boa xícara de chá.

Enquanto somos levamos pela dúbia relação de Grindelwald e Dumbledore, o mundo magico está em processo eleitoral, para decidir quem será o mago supremo, obviamente o nefasto deseja participar, mas seu status de fugitivo não o permite.

Faça o que é certo, não o que é fácil.

Na Confederação Internacional de Magos em Berlim, Grindelwald é absolvido de seus crimes e balança as massas com sua retórica inflamada e anti-trouxa. Devemos citar que a interpretação de Mikkelsen, ostentando um corte de cabelo hitlerista e inclinando-se para o papel de vilão euro, oferece uma performance mais arrepiante e mais eficaz do que a interpretação exagerada e caricata de Depp de Grindelwald.

Devemos citar que a escolha de Berlim, Alemanha ser o principal local de apoiadora de ideias supremacistas é deveras incomoda e bastante arrepiante para aqueles que tem a mínima noção de historia. A forma como o Grindelwald ganha seus seguidores, através de charme e retorica perfeita é de arrepiar, pois vemos isso acontecer não somente uma vez.

Imagem
A retorica desse homem

Efeitos especiais

Os Segredos de Dumbledore é um filme de grande aparência que combina cenas extravagantes e reais com CGI maravilhosos. As cenas das lutas com magias são extraordinárias! Os duelos, os feitiços, a pirotecnias, os animais que aparecem são realmente fantásticos, nos fazendo crer que aquilo realmente é possível.

Devemos creditar ao diretor David Yates, o cineasta George Richmond, as equipes de design de produção e efeitos especiais, a designer de fantasias extraordinarias Colleen Atwood e o compositor veterano James Newton Howard adicionando contribuições inestimáveis

Nostalgia 

Aos fãs da saga original, vão se sentir felizes ao reparar em elementos nostálgicos como a sala precisa, o pomo de ouro, os balaços, e a sala de jantar de Hogwarts, onde tantas cenas do trio de ouro se passaram. A ida dos irmãos Scamander, Newt e Theseus  a Hogsmeade, também da um aquecida do coração.

Imagem
Hogsmeade

Pontos positivos

As novas aquisições no elenco de Animais Fantásticos são um ótimo ponto positivos, professora de Charms Lally Hicks (Jessica Williams) se destaca, uma bruxa muito inteligente com extremo domínio de feitiços e defesas das trevas. Temos também a Vicência Santos (Maria Fernanda Cândido), agora Maga Suprema do mundo magico, que apesar de não ter tantas falas, se mostra de muita relevância a trama.

A adição de Mads Mikkelsen como Grindelwald merece destaque a parte, o ator soube dar o tom exato para o personagem, além de ter uma química muito forte com o Dumbledore de Jude Law, a sensação como espectador é que sempre deveria ter sido o Mads.

Destaque aqui para Pelúcio ou Tronquilo as duas criaturas magicas que encantam a todos desde o primeiro filme, mostram que não são só fofos mas também eficientes.

 Devemos falar que o fato de assumirem que Dumbledore é gay e que teve um relacionamento amoroso Grindelwald é um fator positivo que agrega muita diversidade a trama sem ser forçada. Alias a diversidade de cores e de elenco feminino vem aumentando dentro da franquia. 

Imagem
Amantes e Rivais

 Pontos negativos

 Existem algumas pontas soltas dos filmes antecessores que são amarradas aqui nessa trama, porém o sentido é fraco e totalmente descartável, como a do Credence (Ezra Miller) ser um Dumbledore, nesse caso ele não era irmão de Alvo e sim sobrinho, mas mesmo assim parece sem nexo. Inclusive essa verdade é revelada para que Grindelwald pudesse utilizar de seu poder como obscuro para a causa, o que não ocorre.

O desaparecimento de Tina Goldstein (Katherine Waterston), causou muito estranhamento visto que ela era uma personagem central na trama: a funcionária do MACUSA (Congresso Mágico dos Estados Unidos da América) se tornou o principal interesse amoroso de Newt e ganhou ainda mais força em Os Crimes de Grindelwald. Ela precisava ajudar sua irmã Queenie depois que ela mudou de lado para se juntar ao poderoso Bruxo das Trevas e arqui-inimigo de Dumbledore. Tudo indicava, portanto, que ela seria uma figura crucial em Os Segredos de Dumbledore. Porém nada disso aconteceu e a afastaram da historia com uma desculpa que ela tinha sido promovida e estava ocupada demais, sendo que o irmão de Newt também tinha subido de cargo e estava ali.

A bajulação ao Dumbledore, desde a saga de Harry Potter, existe muita duvida com relação ao caráter do famoso diretor de Hogwarts, afinal ele criou o menino para ser abatido. Sem falar nas varias manipulações que ele fez aos alunos para sair em tarefas que colocavam suas vidas em risco, deveras a historia se repete com Newt e seus bando. Desprovidos de informação algumas, Alvo solicita que eles confiem cegamente nele, mesmo quanto seus instintos falarem ao contrario. Sinisitro não?

Lembram da criatura magica conhecidas como Qilin? Pois bem, essa criatura rara o mundo magica, é capaz de ver a pureza do coração de todos. E é por isso que ele é importante para as eleições, ele só se curva para uma pessoa digna e de bom coração. e advinhem só para quem ele curvou? Isso mesmo para Alvo Percival Wulfric Brian Dumbledore, não estou aqui ara dizer que o diretor é maligno, não mesmo, mas ele também não é puro. Quem acompanha a triologia sente muito mais pureza no não Maj Jacob Kowalski.

Imagem

Considerações finais

Os Segredos de Dumbledore é um filme de grande aparência que não sobrecarrega as verdadeiras alegrias desta história, ou seja, a grandeza de  que bruxos, bruxas e trouxas têm espaço e tempo para contar suas histórias, consertar velhas cercas ou renovar velhas rivalidades, para talvez chegar ao encerramento e à reconciliação antes que seja tarde demais.