A estreia do primeiro episódio da nova temporada de The 100 aconteceu na última quarta-feira (30) no canal "The CW", mas de alguma forma fomos premiados com o segundo episódio também - não sei se foi vazamento, porém não me segurei e já assisti os dois. Pra quem não lembra como tinha acabado a 5ª temporada, vou refrescar vossas memórias: Basicamente, Monty achou um jeito de salvar a vida de todo mundo, congelando eles enquanto vivia uma vida de casal com a Harper (só que no espaço), deixando a missão pro filho deles acordar todo mundo, 125 anos depois. E assim foi feito. 

Essa nova temporada marca um recomeço para todos os personagens que já passaram por tantas tragédias e sofrimento durante toda a série, esse pode ser um ponto importante e que irá diferenciar a mesma das anteriores. Somos apresentados a um novo personagem que possivelmente terá extrema importância ao decorrer da série, um novo ambiente visual para se trabalhar, e novas fantasias a serem exploradas ao longo da trama. Já temos noção de qual será o grande problema a ser enfrentado nos próximos episódios, e quais ações terão ou não repercussões nos eventos que ainda estão por vir. Entretanto, o foco da série continua sendo a sobrevivência em um planeta, só que dessa vez, um planeta totalmente novo e diferente do que estamos acostumados, e claro, dando sempre foco ao apego aos personagens principais. Mas já deixando claro, que ao decorrer da série, não terão pena de matar alguns desses mesmos favoritos, inclusive, o primeiro episódio já foi marcado por uma morte pouco esperada e um tanto chocante. Um ponto importante, são algumas referências dadas a 1ª temporada, quando nossos "skypeople" colocaram os pés na terra pela primeira vez, trazendo um sentimento bem legal de nostalgia.

O que podemos esperar, como fãs, é uma temporada recheada de aventura, descobertas, sobrevivência e possíveis romances. Creio que teremos muitos conflitos ao decorrer, não só contra os possíveis vilões, como entre os próprios personagens. A sexta temporada está encaminhada para dar certo, possuindo um enorme potencial para deixar-nos cada vez mais ansiosos em busca do novo episódio, criando teorias e expectativas, no entanto, é possível que a temporada se desenvolva sem pressa e os melhores acontecimentos fiquem pro final, não deixando de ser um ponto positivo. Já que essa gradatividade é um dos pontos característicos de The 100.