play_arrow
Assista ao trailer: Samantha! | Trailer Oficial | Netflix
videocam

Depois da Netflix investir em produções nacionais como 3% e O Mecanismo, chegou a hora de conferirmos a comédia brasileira Samantha!, que veio com uma premissa nostálgica e divertida que funciona muito bem. Já é aposta no sucesso certeiro que está fazendo!

A série tem um contexto maravilhoso e mais brasileiro impossível: Samantha (Emanuelle Araújo) foi uma artista mirim dos anos 80 que cantava, dançava, atuava e trabalhava em um programa de auditório, que quando cresce ainda quer viver à custa do sucesso passado. Ela se casa com Dodói (Douglas Silva), um jogador de futebol do Flamengo (SIM!) que termina ficando 12 anos na prisão. Eles têm dois filhos juntos, aos quais foram gerados enquanto o pai estava preso. Gente, é tão esse país que se torna perfeito!

E sim, temos muitas referências e muito contexto dos anos 80 também. É completamente contagiante desde as roupas, das músicas que grudam na cabeça e do roteiro com personagens muito carismáticos. Tudo muito simples que quando mesclados com as atuações maravilhosas de Emanuelle Araújo e Douglas Silva se torna um grande sucesso.

Samantha! vem conquistando o público com uma premissa que promete e entrega, mostrando que nossos atores podem ser tão bem aproveitados quanto nas novelas. E apesar de parecer muito algo que a Globo poderia facilmente fazer, vemos claramente ali o requinte e o dedinho da Netflix na produção.

Os episódios são leves e curtos, algo que entretêm o público sem deixar de contar uma história. E mesmo que não seja uma comédia de morrer de rir, ela consegue ser engraçada e ainda vemos muitas críticas por trás do pano ao qual a história é conduzida. Isso tudo sem precisar exagerar nos palavrões, tão característicos nas produções brasileiras. Cada cena é uma sátira com algo que parece absurdo e que quando você para pra pensar já viu em algum programa. É um grande embate entre o antigo e novo, o que fez e o que faz sucesso, o desespero pela audiência ou pelos views.

Ao tratar de anos 80, as pessoas parecem que se tornam ainda mais exigentes, e a série conseguiu trazer tantos elementos daquela época como um trio de crianças cantando (como não lembrar de Balão Mágico?) em um programa de auditório “polêmico” conduzidos por eles (vide Xou da Xuxa), tudo muito colorido com dançarinas de asa delta e um Cigarro como mascote!

Apesar do baixo orçamento é tudo muito bem trabalhado, só senti falta de cenas mais externas, mas devido claramente às limitações que a série tem. É algo que o público irá esperar mais na segunda temporada, sim, pois já estamos pensando nisso. O cenário, as músicas e principalmente as atuações são o grande destaque.

Emanuelle Araújo é simplesmente um furacão e não consigo imaginar outra pessoa para dar vida a Samantha. Conseguimos ter dela todas as emoções propostas pelo roteiro e ela contracenou muito bem com Douglas Silva e as crianças. Por falar nelas, um show a parte. Brandon (Cauã Gonçalves) e Cindy (Sabrina Nonato) são completamente compatíveis com a história que a mãe transforma na vida deles: crianças criadas em estúdios de TV divididos entre esse mundo, a internet e a realidade. Cauã é um ator mirim incrível e eu fiquei apaixonada por ele.

E parece que a Netflix gostou do resultado, pois foi confirmada a segunda temporada antes mesmo da estreia, com as gravações para começarem ainda esse ano.

Samantha! é uma série leve, rápida, engraçada, cheia de referências e com uma crítica por trás de tudo. Consegue te arrancar risadas e te deixar nostálgico. Se você é fã dos anos 80 da TV brasileira não pode deixar de conferir!

Fique agora com a música chiclete da série, pois não sou obrigada a viciar sozinha: