Episódio 15- Peter Parker: O Homem Aranha

Biografia do personagem

Em Forest Hills, Queens, Nova York, o estudante de ensino médio, Peter Parker nascido em 14 de Outubro de 1990, é um cientista orfão que vive com seu tio Ben e tia May. Conforme ilustrado em Amazing Fantasy #15, ele é mordido por uma aranha radioativa (erroneamente classificado como um inseto no painel) em uma exposição científica e "adquire a agilidade e a força proporcional de um aracnídeo". Junto com a super força, Parker ganha a capacidade de andar nas paredes e tetos. Através de seus conhecimentos científicos, ele desenvolve um aparelho que o permitir lançar teias artificiais.

Inicialmente queria capitalizar suas novas habilidades. Isso fez com que ele ficasse famoso na TV. Certa vez o Homem-Aranha se recusou a prender um ladrão, e ironicamente sua indefierença o afetou, já que este mesmo ladrão matou seu tio Ben poucos metros a frente. Ele rastreia e prende o assassino; no painel seguinte da história está escrito: "Com grande poderes vêm grandes responsabilidades!"

Mesmo tendo poderes, Peter luta para ajudar sua tia viúva a pagar aluguel, é provocado por seus colegas - particularmente a estrela de futebol, Flash Thompson - e, como Homem-Aranha, desperta a ira do editor de jornais, J. Jonah Jameson. Quando começa a lutar com seus inimigos inicialmente,ele sente dificuldades em conseguir conciliar sua vida pessoal das aventuras como o Homem Aranha. Com o tempo, Peter se forma do ensino médio, e se matricula na Universidade de Empire State, onde conhece o seu colega de quarto e melhor amigo, Harry Osborn, e sua namorada Gwen Stacy, e a tia May o apresenta Mary Jane Watson. Enquanto Peter lida com os problemas de drogas do Harry, após Norman Osborn ser revelado como inimigo do Homem-Aranha, o Duende Verde, Peter até tenta desistir de sua identidade fantasiada por um tempo. O pai de Gwen Stacy, capitão-detetive da Polícia de Nova Iorque, George Stacy, é morto acidentalmente durante uma batalha entre Homem-Aranha e Doutor Octopus (#90, novembro de 1970).

A Noite em que Gwen Stacy Morreu, é geralmente considerado o marco de viragem dos quadrinhos americanos: o fim da Era de Prata e início da Era de Bronze, mais sombria.

Na edição 121 (junho de 1973), o Duende Verde lança Gwen Stacy de uma torre na Ponte do Brooklyn (como ilustrada na arte) ou da Ponte George Washington (como consta no texto). Ela morre durante a tentativa de resgate do Homem-Aranha; uma nota na página de cartas da edição #125 diz: "É triste dizer que o efeito do agarro que ela sofreu quando a correia de Aranha a parou de repente foi, de fato, o que a matou."[58] Na edição seguinte, o Duende parece matar-se acidentalmente na batalha que se seguiu com o Homem-Aranha.

Tentando superar sua dor, Parker eventualmente desenvolve sentimentos hesitantes em relação a Watson, e os dois "tornam-se confidentes em vez de amantes". Um relacionamento romântico eventualmente se desenvolve, com Parker a pedindo em casamento na edição #182 (julho de 1978), e sendo recusado na edição seguinte. Parker se forma na faculdade na edição #185, e se envolve com a tímida Debra Whitman e a extrovertida e ladra Felicia Hardy, a Gata Negra, que ele encontra na edição #194 (julho de 1979).

De 1984 a 1988, Homem-Aranha utilizava um traje preto com um desenho de uma aranha branca no peito. O novo traje se originou na série limitada Guerras Secretas, em um planeta alienígena onde o Homem-Aranha participa de uma batalha entre os maiores super-heróis e vilões da Terra. Ele continua vestindo o traje quando ele retorna, começando em The Amazing Spider-Man #252. A mudança no visual do personagem gerou uma controvérsia, "com muitos fãs incondicionais de quadrinhos, descrevendo-o como equivalente a sacrilégio. O traje vermelho e azul do Homem-Aranha era icônico, eles argumentaram, a par com os de seus rivais da DC, Superman e Batman. Então os criadores revelaram que o traje era um simbionte alienígena que o Homem-Aranha é capaz de retirar depois de uma luta difícil, embora o simbionte volte várias vezes como Venom para se vingar.

Nova versão

Após o "reboot", a identidade de Parker não era mais conhecida do público em geral; entretanto, ele a revelou para os outros super-heróis, e outros têm deduzido. A tia de Parker se casou com o pai de J. Jonah Jameson, Jay Jameson. Parker tornou-se um empregado da empresa think-tank, Horizon Labs. No número 700, o supervilão moribundo, o Doutor Octopus, troca os corpos com Parker, que permanece presente na mente do Doutor Octopus, provocando um enredo de dois anos na série Superior Spider-Man em que Peter Parker está ausente e o doutor-polvo é o Homem-Aranha. Peter eventualmente recupera o controle de seu corpo. Após o retorno de Peter Parker, The Amazing Spider-Man foi relançado em abril de 2014. Em dezembro de 2014, após a morte de Wolverine na banda desenhada, Homem-Aranha tornou-se o novo diretor da Escola Jean Grey e começou a aparecer mais proeminente nas histórias dos X-Men, tendo o papel de Wolverine nos quadrinhos, Wolverine e X-Men, agora Homem-Aranha e X-Men.

Em junho de 2016, a Marvel começou o arco crossover Guerra Civil II, que desta vez divide o mundo dos super-heróis por causa do inumano Ulysses, que tem o poder de prever o futuro. O grupo formado pela Capitã Marvel, onde se encontra o Homem-Aranha, concorda que os Vingadores devem usar as habilidades de Ulysses para prender os criminosos antes de cometerem um crime; enquanto o Homem de Ferro e seu grupo discordam, que não devem prender alguém antes de ter feito algo. A história foi concebida como uma alegoria entre o determinismo e o livre arbítrio. Na Civil War II: Amazing Spider-Man, o Homem-Aranha ajuda Ulysses a usar seus poderes de forma responsável. "Ao longo da minissérie, o Inumano fará uma previsão que, embora não seja significativa para o mundo ou universo, poderá muito bem significar o fim do mundo de um personagem. Trata-se realmente dos temas clássicos do Homem-Aranha: Poder e Responsabilidade, enfrentando uma situação em que mesmo se você ganhar, você também pode perder", disse o escritor Christos N. Gage.

Nos Cinemas

Há três versões do Homem Aranha nos cinemas.

Tobey Maguire (esquerda), Andrew Garfield (centro), e Tom Holland (direita) interpretaram Homem-Aranha em filmes.

Homem-Aranha (2002)

Lançado em 1 de maio de 2002, no qual Peter Parker ganha poderes após ser picado por uma aranha geneticamente modificada, e enfrenta o vilão Duende Verde (Willem Dafoe). O filme foi recebido com criticas positivas e arrecadou um total de US$ 821.708.551 em bilheterias.

Homem-Aranha 2 (2004)

Lançado em 26 de junho de 2004, no qual a vida de Peter vira um caos, e o cientista Otto Octavius (Alfred Molina) acaba por se tornar o vilão Doutor Octopus, após um experimento fracassado. O filme recebeu criticas positivas e arrecadou um total de US$ 783.766.341.

Homem-Aranha 3 (2007)

Lançado em 16 de abril de 2007, no qual Peter tem sua vida alterada após um extraterrestre se unir a seu uniforme, e enfrenta o criminoso Homem-Areia/Flint Marko (Thomas Haden Church), assassino de seu tio Ben, bem como seu amigo Harry Osborn, o novo Duende Verde (James Franco), quer vingar a morte de seu pai, e Eddie Brock/Venom (Topher Grace), um repórter rival que se une ao extraterrestre. O filme recebeu criticas mistas e arrecadou um total de US$ 890.871.626.

The Amazing Spider-Man (2012)

Foi lançado em 3 de julho de 2012, como um reboot da trilogia anterior. Com Marc Webb como diretor, Andrew Garfield no papel principal e Emma Stone como Gwen Stacy, o antagonista foi o Lagarto. O filme foi recebido com criticas positivas e arrecadou um total de US$ 734.875.000 em bilheterias.

The Amazing Spider-Man 2 (2014)

O filme ocorre dois anos após os eventos do primeiro filme. Peter Parker se formou no ensino médio, continua sua relação com Gwen Stacy e combate o manipulador de eletricidade Electro.

  • Em dezembro de 2014, após o hackeamento dos computadores da Sony Pictures, revelou-se que a Sony e a Marvel tinham discussões sobre permitir que o Homem-Aranha aparecesse no filme Capitão América: Guerra Civil, de 2016, com o controle dos direitos cinematográficos do personagem permanecendo com Sony. No entanto, as conversas entre os estúdios desanimaram. Em vez disso, a Sony considerou ter Sam Raimi retornando para dirigir uma nova trilogia.

Homem de Ferro 2 (2010)

Uma cena em Homem de Ferro 2 mostra um garoto na StarkExpo com uma máscara de brinquedo do Homem de Ferro em frente á um dos drones de Justin Hammer, sendo salvo pelo Homem de Ferro. Em junho de 2017, foi confirmado que a Marvel Studios tornou cânone uma popular teoria dos fãs de que o menino é de fato um Peter Parker mais novo, fazendo retroactivamente Homem de Ferro 2 a primeira aparição do personagem no Universo Cinematográfico Marvel. Max Favreau, filho do diretor do filme, Jon Favreau, interpretou o pequeno Peter Parker.

Homem-Formiga (2015)

Após o acordo de licenciamento com a Sony, a primeira referência oficial do personagem no Universo Cinematográfico Marvel está no final de Homem-Formiga, em que Luis afirma que Sam Wilson / Falcão está procurando por Scott Lang / Homem-Formiga, e fala sobre um cara que balança, salta e escala paredes. O diretor do filme, Peyton Reed, confirmou esta referência como o primeiro reconhecimento da existência do Homem-Aranha dentro da franquia.

Capitão América: Guerra Civil (2016)

No filme, Parker é recrutado por Tony Stark / Homem de Ferro para se juntar a sua equipe de Vingadores para impedir Steve Rogers / Capitão América e sua facção de Vingadores de se oporem aos Acordos de Sokovia. Durante a luta com Rogers e seu time, Parker prova ser um adversário formidável e ajuda a derrubar Scott Lang / Homem-Formiga em sua forma gigante. Ao voltar para casa, Parker descobre novas implementações da StarkTech em seu traje, que ele recebeu de Stark.

Spider-Man: Homecoming (2017)

Situado aproximadamente dois meses depois de Capitão América: Guerra Civil, Parker sob a tutela de Stark continua a combater o crime em Nova York ao lidar com a ameaça de um novo vilão chamado Abutre.

Avengers: Infinity War (2018)

Em Vingadores: Guerra Infinita, o Homem Aranha tem papel fundamental no núcleo do planeta de Thanos (Titã). Ele ajuda Tony Stark a salvar o Doutor Estranho das mãos de Fauce de Ébano que tentava tirar a jóia do tempo que Steve protegia. Além de ajudar os Guardiões da Galáxia, Steve Strange e Homem de Ferro na luta contra Thanos. Em uma das cenas mais tristes do filme Peter desaparece após Thanos reunir todas as jóias do infinito em sua manopla e estalar os dedos, destruindo metade do universo.

Para mais detalhes confira aqui.

E nós o veremos novamente na sequência do seu filme solo em 2019.