Fazendo sua estreia nos quadrinhos em 2014, a Ms.Marvel de Kamala Khan é a heroína mais nova da Marvel a receber uma adaptação live-action. E essa conquista é a prova de que a personagem é um grande sucesso para a casa das ideias e merece o devido destaque.

E conhecendo a personagem por seu material base, era de se esperar que sua adaptação para o Disney+ respeitaria tudo que fez dela um sucesso. Mas após o lançamento do primeiro trailer, muitos fãs ficaram com um pé atrás ao notarem uma mudança radical em relação aos poderes da personagem — com muitos apontando isso como uma decisão muito ruim. 

Mas porque alterar os poderes de uma personagem tão querida como a Ms. Marvel é ruim?

Nos quadrinhos, Kamala Khan é uma adolescente típica de Jersey City que ama os Vingadores (em especial a Capitã Marvel) e vive sonhando com histórias heroicas. E após entrar em contato com a nuvem de terrígeno dos Inumanos, sua vida gira de cabeça para baixo, e a jovem que antes sonhava com seus heróis favoritos agora tem a chance de ser uma. 

E as habilidades de Kamala são baseadas na Morfogenética, e isso faz com que ela possa alterar o seu corpo a nível molecular, podendo não só se transformar em outras pessoas e objetos, mas também podendo esticar e diminuir seu corpo. E de acordo com o que foi mostrado no trailer, os poderes da personagem foram alterados para que eles surgissem de um bracelete com conexão cósmica, e esse artefato permitirá que Kamala possa criar construtos de energia muito parecidos com um certo herói verde da co-irmã DC Comics.

Ms. Marvel artwork seems to confirm Disney Plus TV series has changed her  powers | The Digital Fix

Mas qual é o real problema em descaracterizar os poderes da personagem? 

Toda essa descaracterização é um desrespeito ao que a personagem representa em suas histórias em quadrinhos, pois as habilidades da personagem são uma forte alegoria ao amadurecimento e mostram quem Kamala Khan realmente é: Uma jovem paquistanesa estranha vivendo em Jersey que se sente completamente deslocada e que está crescendo.

As habilidades de Kamala são importantes para expor uma jornada de autoconhecimento incrível, pois mesmo podendo assumir a forma de qualquer pessoa, ela decide ser ela mesma, aceitando cada erro e acerto de sua jornada e conseguir assim ajudar as pessoas.

E as palavras que escrevo aqui não saem em vão, pois G. Willow Wilson,  a própria criadora da personagem, comentou em uma entrevista à Entertainment Weekly em 2018 sobre como esses poderes são importantes para representar sua personagem. Confira:

Criar o conjunto de poderes de Kamala foi de longe a parte mais difícil do processo de criação dela. Passamos meses indo e voltando sobre qual deveria ser o conjunto de poderes dela, como deveria funcionar, como deveria parecer na página.

Foi muito difícil. Eu sabia desde o início que não queria que ela tivesse mãos mexendo brilhantes nem poderes bonitos. Havia muitos deles! Eu realmente queria que ela tivesse algo cinético, um pouco mais estranho, algo que fosse muito divertido de se ver, algo que se comunicasse bem na página.

Eu também queria algo que se vinculasse a ser adolescente. Nem todos nós temos super poderes, mas todos nós lembramos de ter 16 anos e nos sentirmos deslocados em nossos corpos. Ter membros diferentes crescendo em taxas diferentes, é um sofrimento com o qual todos podemos nos relacionar, e ter um conjunto de poderes que falasse claramente com essa parte da vida, essa parte de crescer, foi realmente atraente para mim. Isso significa que poderíamos contar uma história que funcionasse em vários níveis diferentes.

 Rever o trailer após as declarações de Wilson só mostram que o Marvel Studios não deu a mínima para o que os próprios criadores da personagem conceberam, padronizando as habilidades da heroína a mesmice já apresentada em outras adaptações para o live-action da Marvel — como os Eternos.

Marvel Releases First Footage From Ms. Marvel Disney+ Series

Muitos dizem que a Marvel não quis utilizar as habilidades base da personagem em live-action para que o público não fique confuso com os poderes de outros heróis desse universo (como o Sr. Fantástico e a Mística), mas essa pauta nada mais é do que uma fraca passada de pano, porque por mais que eles tenham poderes parecidos, a forma como Kamala os usa é completamente diferente, sendo muito mais voltado a sua estranheza e sua analogia a adolescência do que um simples gracejo estético para as telonas.

Além disso, não há lógica em falar que o Universo Cinematográfico Marvel não quer ter versões genéricas de seus heróis quando existem diversas versões de Homem de Ferro e Capitão América dentro desse universo.

The Marvels: Como será o título de Capitã Marvel 2 no Brasil

Também existem aqueles que justificam a mudança dos poderes de Kamala Khan no live-action para falar que eles são uma derivação dos poderes da Capitã Marvel de Brie Larson,e que esse  o motivo da reunião das personagens ao lado de Monica Rambeau (Teyonah Parris) no filme The Marvels em 2023. Mas essa justificativa também é furada quando é lembrado que, nos quadrinhos, tanto Kamala como Carol Danvers já tiveram crossovers, e seus poderes diferentes nunca foram um problema.

10 Fatos sobre Kamala Khan, a Ms. Marvel

Mesmo que todo o fã de quadrinhos já esteja acostumado com uma pequena alteração aqui ou ali, é triste ver como essa adaptação desrespeita tudo que ajudou a personagem a ser um sucesso para transformá-la em mais um produto padrão do estúdio.

Ms. Marvel  tem sua estreia marcada para 8 de junho no Disney+, e tudo o que resta aos fãs é se agarrar a personalidade cativante e a sua trama familiar para que possamos ter algo de bom do material fonte adaptado para uma experiência mediana.