Atenção! O texto abaixo contém SPOILER sobre a segunda temporada da série

Westworld concluiu seu segundo ano com uma temporada cheia de enigmas e perguntas. Algumas delas foram respondidas e outras não. Mas o que chamou atenção foi a cena exibida depois dos créditos da série causando uma grande reviravolta em tudo o que a gente acreditava.

A cena em questão é sobre o Homem de Preto (Ed Harris) que aparece  em uma espécie de bunker da empresa Delos, ferido e ensanguentado, ele entra em um dos compartimentos da corporação onde se depara com  Emily (Katja Herbers), sua filha recém-assassinada por ele. Assista:

Ela conduz um teste bem parecido com o feito com James Delos (Peter Mullan) no quarto episódio, "The Riddle of the Sphinx", onde mostra uma série de parâmetros para testar a capacidade dos anfitriões e analisar o quanto eles são parecidos com os humanos nos quais foram clonados.  

Aí surgiu a seguinte pergunta depois de vário questionamentos sobre o que de fato estava acontecendo:

Esse tempo todo, o Homem de Preto era um anfitrião?

Por mais que pareça realmente isso, ainda não é uma verdade absoluta. Algo parecido aconteceu com Charlotte (Tessa Thompson) e Dolores (Evan Rachel Wood). Charlotte em especial foi morta por seu clone logo nos primeiros episódios e substituída sem ninguém perceber. Claro, a revelação logo veio na season finale e como era de se imagina, deixou todo mundo chocado.

Além disso, existe um boato que destaca que o Homem de Preto é um personagem inspirado no androide Pistoleiro(Yul Brynner), do filme de Michael Crichton (1973) onde a série se inspirou.

Mas, essa especulação já foi descartada. No episódio quatro vimos que os testes em fazer uma espécie de "cópia de fidelidade", transferindo a mente humana para um corpo android não se saíram muito bem, visto que o cérebro não se adapta ao corpo, criando uma série de distúrbios. Se isso realmente fosse verdade, aquele homem maldoso que conhecemos desde a primeira temporada, que matou friamente várias pessoas iria sofrer do mesmo mal. Então surge outro questionamento:

O William que foi visto na praia sangrando é o mesmo que aparece na cena pós-crédito do mundo pós-apocalíptico de Westworld? A resposta é: Não sabemos.

A série apresenta vários flashbacks durante todos os episódios, então, não é possível saber quando tal cena acontece. William até se questiona sobre sua realidade perguntando para a sua "filha" anfitriã se aquilo é uma simulação. Mas logo é respondido que não.

Explicou a cocriadora Lisa Joy ao Hollywood Reporter que:

No futuro muito, muito distante, o mundo está dramaticamente diferente [...] É uma indicação de um novo campo temporal que estamos caminhando em direção, e um dia veremos mais dele e como tudo chegou no que chegou e o que estão testando.

E o que esperar da série para a 3ª temporada

A segunda temporada de fato deixou vários questionamentos em aberto, mas o que aconteceu com os principais personagens abriu uma brecha para um mundo de grandes possibilidades. A fuga de Dolores, a reconstrução de Maeve, o verdadeiro Bernard e a cena pós-credito do Homem de Preto, só reforçam que na próxima parte teremos muito mais histórias envolvendo os humanos e os anfitriões.

Entretanto, Joy explicou que:

A história principal da terceira temporada não avançará tanto assim [...] Ainda é cedo para definir a linha temporal do retorno, não definimos isso e nem sabemos a data de estreia. Mas já começamos a pesquisar a história.

Infelizmente esses e outros questionamentos não serão respondidos tão cedo. Com a HBO dedicada com a finalização de Game of Thrones, teremos que esperar Westworld até 2020, ou quem sabe essa data se prolongue ainda mais. Nada está confirmado. A empresa também não terá nenhum conteúdo dedicado a série na San Diego Comic-Con 2018. Agora, só resta a os fãs da série esperarem e se contentar com suas próprias teorias sobre o futuro do seriado.

 

Fonte: Hollywood Reporter