play_arrow
Assista ao trailer: Westworld: Season 2 Trailer (Super Bowl Spot) Evan Rachel Wood, Thandie Newton
videocam

Temos que admitir que Michael Crichton tem uma queda por parques com atrações inusitadas. Quando escreveu seu oitavo livro em 1990 sobre um lugar onde um grupo de magnatas decidiu brincar com a ciência tecnológica para trazer de volta os dinossauros, os transformando em grandes atrações no mundo moderno em um lugar chamado de: Jurassic Park, mal imaginava que sua obra se eternizaria como um dos principais clássicos do cinema. Logo, o nosso amado diretor Steven Spielberg leu e se apaixonou pela história, o que lhe rendeu uma franquia de filmes de muito sucesso, três Oscars e mais de US$ 1 bilhão  em bilheteria.

Só que antes disso, em 1972, Crichton já tinha mostrado sua afeição com parques de diversões. Foi quando roteirizou e dirigiu um longa onde um grupo de ricaços (Qualquer semelhança é mera coincidência) decidiu investir em um parque onde as pessoas poderiam se divertir de uma forma única, só que diferente de dinossauros, as atrações agora seriam robôs com inteligência artificial suficiente para imitar a mente humana. Tal filme se chamaria: Westworld.

Em 2016, a HBO decidiu investir na obra e criar uma série derivada do filme, com a mesma essência. Onde as pessoas poderiam brincar com os robôs em um lugar que simula perfeitamente o Velho Oeste. O programa já completa dois anos com previsão da 3ª temporada para 2020. Assistindo ao seriado fica claro que passar uma temporada ou uns dias no parque não é barato, só pessoas com muuuuito dinheiro pode desfrutar de todas, ou quase todas as atrações que o grandioso parque oferece.

Se você assistiu já deve ter se perguntado: Quanto realmente custa a entrada para Westworld?

Será que investir tanto dinheiro para brincar de Bang Bang com Rodrigo Santoro valeria a pena? Há quem pague por isso e muito mais. Mas vamos falar do que realmente interessa: Money. Na 1ª temporada da série no 5ª episódio, o ricaço, Logan (Ben Barnes) dá pistas de quanto pode ser. Ele reclama em um diálogo com seu cunhado William (James Simpson) que está gastando cerca de US$ 40 mil por dia para permanecer no parque, ACREDITA? e mais, o que ele não falou é que essa taxa em dinheiro é o valor MÍNIMO a se pagar para está na brincadeira.

Vamos a um paralelo, assim como acontece com planos de celular, Westworld usa de um mecanismo quase parecido, com pacotes diferentes para as atrações. O plano básico seria o pago por Logan, de US$ 40 mil por dia. HBO lançou um site que foi encerrado em 2017 que apresentava vários outros planos “open bar" para aqueles interessados em gastar mais.

PLANO BÁSICO (US$ 40 mil/dia)

  • COMIDA (À VONTADE)
  • BEBIDA (À VONTADE)
  • CONSULTORIA PARA ROUPAS E ARMAS

Com mais uma pequena fortuna de US$ 75 mil/dia você poderia participar de narrativas mais profundas em menos tempo.

PLANO PRATA (US$ 75 mil/dia)

  • SUPORTE E RECURSOS NECESSÁRIOS PARA MISSÕES
  • COMIDA (À VONTADE)
  • BEBIDA (À VONTADE)
  • CONSULTORIA PARA ROUPAS E ARMAS

Mas não para por aí, isso é só o BÁSICO, o melhor está por vir. A ostentação pura fica com o plano ouro que faria você desembolsar pouco mais de US$ 200 mil ao dia.

PLANO OURO (US$ 200 mil/dia)

  • CAMINHOS SECRETOS
  • ACESSO  A MARGENS EXTERNAS DO PARQUE
  • COMIDA (À VONTADE)
  • BEBIDA (À VONTADE)
  • CONSULTORIA PARA ROUPAS E ARMAS

Tem mais, em Westworld não existe o nosso amado “bate e volta" - o que permite pagar sem se preocupar como voltar para casa no mesmo dia - Segundo o site, quem estiver interessado em entrar no parque não poderia ficar menos que uma semana, o que custaria em torno de US$ 280 mil (no pacote básico) e pasmem: US$ 1,4 milhão no Plano Ouro. Existe também um limite máximo de 28 dias no atração.

No plano mais caro, o ricaço - seguindo a estadia limite - teria que liberar da sua conta apenas US$ 5,6 milhões (cerca de R$ 19 milhões atuais).

A série criada pela HBO deve ter se aproveitado da época para lançar planos bem mais caros que os apresentados no filme de 1973. No longa em questão, uma estadia custaria US$ 1 mil/dia. Em uma correção para valores da época de 1970, o valor, ainda sim, fica muito mais em conta se comparado ao apresentado em Westworld do século 21, cerca de US$ 5 mil.

O site ainda apresentava vários outros planos. O turista que quisesse contar com concierge, uma espécie de mordomo - teria que desembolsar US$ 15 mil; Ou para o plano Básico Seguro, custaria US$ 22 mil e uma pequena taxa de conveniência de, pelo menos, US$ 5 mil.

Será que todo esse dinheiro vale o investimento? Bom, se você tem muito money é provável sim. A Delos - empresa por trás do parque - deixa claro que o disposto a participar teria que está ciente que 11 pessoas já morreram no parque por pisoteamento por búfalos, autoasfixia erótica, queimaduras de 3º grau, quedas, afogamento, e até canibalismo.

Isso, antes de tudo aquilo acontecer. Agora é  bem provável que esse número tenha crescido exponencialmente. E aí, vale mesmo?


Fonte: Superinteressante