Somos acostumados a vermos grandes nomes despontar quando séries fazem sucesso. Algumas delas continuam com uma relevância muito grande, mesmo após alguns anos de seu final. É o caso da icônica Glee, que teve sua estreia em 2009 e mudou o panorama dos audiovisuais voltados para adolescentes por tratar de temas considerados polêmicos em uma época em que ainda não se discutiam esses assuntos abertamente.

Recheados de atores talentosos, seu elenco chamou muita atenção e obteve os holofotes sobre eles até os tempos atuais. Naya Rivera com certeza foi uma delas. Responsável por dar vida à memorável Santana Lopez, Rivera se dedicou a encontrar seu espaço em tela e se tornou uma das personagens mais amadas, quase que em unanimidade, pelo público.

Naya foi escalada como elenco de apoio durante o piloto, mas acabou conquistando os escritores e produtores com sua voz única e uma desenvoltura impecável. Com o tempo, a personagem ganhou seus próprios desenvolvimentos e uma storyline envolvendo aceitação, descoberta da sua sexualidade e quebra de preconceitos e paradigmas.

Mulher, latina, lésbica, sensual, desbocada. Essas eram algumas de suas características com a qual Rivera precisou se moldar, se desconstruir e carregar um legado que os fãs mantem vivo até hoje. Por isso, separamos 10 performances da atriz durante a série que marcou a sua carreira, e contaremos um pouco mais da história dessa personagem tão marcante.

Essa é uma singela homenagem da equipe do Bora Assistir para essa atriz que nos deixou tão cedo.

10º: River Deep Mountain High

Clássicos sempre foram um marco em Glee, e nada melhor que começar a lista por um deles. Nesse episódio do começo da segunda temporada temos o começo da jornada do desenvolvimento de Santana na série, quando ela começa a ter mais afeto pelo Glee Club e enfrenta o professor junto com Mercedes (Amber Riley) para que os solos sejam distribuídos entre os alunos e não vão todos para Rachel. Cheio de desenvoltura e muita dança, esse foi um dos primeiros duetos entre as duas, que sempre foram bem trabalhados durante as seis temporadas.

 

9º: Smooth Criminal

Episódios temáticos também eram bem frequentes na série e trazemos outro clássico à lista, em uma das homenagens que Glee fez ao cantor Michael Jackson. Em mais um dueto poderoso, Naya contracenou com o ator Grant Gustin, que interpretou Sebastian, o cantor principal do coral rival. Essa performance é uma das mais conhecidas da série.

 

8º: Here Comes The Sun

Em outro episódio temático, dessa vez as homenagens seguiram para os Beatles. No começo da quinta temporada, Santana está morando em Nova York e trabalhando em uma lanchonete. Lá ela conhece Dani, interpretada por ninguém menos que Demi Lovato, com quem ela vive um breve romance e nos presenteou com esse romântico e fofo dueto.

 

7º: Rumor Has It/ Someone Like You

Esse provavelmente é um dos melhores mash-ups da série e um dos mais emblemáticos. Nesse episódio o coral havia se dividido e passando por momentos de intrigas. Eles criaram um novo coral, chamado de The Troubletones e a música contou com solos de Mercedes, Santana e Brittany (Heather Morris), que pouco recebiam créditos no grupo original. Além das belas vozes e do encontro de dois sucessos de Adele, a performance ficou conhecida por Santana perder a cabeça e estapear Finn (Cory Monteith) no final da apresentação.

 

6º: Back To Black

Essa apresentação foi uma das primeiras vezes que ouvimos Naya cantar sozinha na série. Já provando seu talento em outros duetos, Santana tenta a audição para ter um solo na competição nacional. E ela escolhe nada menos que uma canção de Amy Winehouse. Foi a partir dessa apresentação que a atriz ganhou mais espaço e os fãs exigiam mais solos da personagem em tela.

 

5º: Mine

Particularmente, essa é uma das minhas performances preferidas. Simples, sem firulas e sem danças, Naya conseguiu passar uma emoção enorme quando Santana se declara para Brittany com uma música de Taylor Swift. Acho que a canção combinou muito com o tom de Rivera, que protagonizou um dos momentos mais fofos do casal durante as temporadas em um término mais gentil e fofo que eu já vi em séries.

 

4º: Girl On Fire

Após a formatura muita coisa muda para Santana. Ao fechar o capítulo como estudante, ela se despede da sua antiga vida e se muda para Nova York. A interpretação impecável de Naya garantiu que a música fizesse muito sucesso na época.

 

3º: Shake It Out

Chegamos ao top três das melhores performances e decidi abrir com uma das apresentações intimistas que a série já estava acostumada a trabalhar. Aqui vemos uma faceta de Santana que aprendemos a conhecer durante os anos, já que ela mantinha tudo a sete chaves dentro de si, que era o de se preocupar com o próximo. Junto às outras garotas do coral, tivemos uma aula de empoderamento e ajuda mútua entre mulheres sobre um assunto sério: a violência doméstica. Depois de aparecer com hematomas, a técnica de futebol ganha o apoio das alunas que a incentivam a deixar o marido para viver uma vida livre e mais feliz, longe da violência. Amo essa música, inclusive prefiro a versão deles à original, e acho incrível como continua atemporal e importante. Letra linda, interpretação impecável e emoção na medida certa.

 

2º: If I Die Young

Outra que não poderia ficar de fora é a performance que Santana faz em homenagem ao Finn, no emocionante episódio The Quarterback. O mais bonito da música não é nem só sua melodia e letra, mas como Naya deu vida ao sentimento que ela estava sentindo. Não era somente Santana que estava de luto, Rivera estava ali se despedido do amigo Cory, e seu colapso ao fim da música foi pura emoção que não estava no script. O episódio todo é significativo, mas após sua partida no mesmo dia que o amigo, a música ganhou ainda mais significado para os fãs.

 

1º: Valerie

É impossível não falar de Valerie quando lembramos das apresentações de Santana. Essa provavelmente é a música mais icônica que a cantora deu vida, tanto que repetiu por duas vezes durante a série. Após dar vida a outras músicas de Amy Winehouse, ficou claro que Naya combina perfeitamente com o tom das canções. Essa com certeza é a melhor apresentação da atriz, que exala confiança em sua interpretação.

 

Bônus: Don’t Rain On My Parade

Trouxe essa faixa bônus porque não poderia ignorar toda a trajetória de competição/amizade entre Santana e Rachel (Lea Michele). As duas passaram mais tempo em tela se estranhando do que sendo amigas, fato esse que também iria para além das telas, e essa talvez seja uma das cenas que mais marquem essa disputa. Rachel sempre teve o sonho de estrelar Funny Girl na Broadway e Santana sabia disso. Aproveitando de mais um momento de desentendimento, a moça resolve afrontar a “rival” fazendo uma audição para ser a substituta de Berry no musical. Atemporal e esplêndido, a interpretação de Naya foi digna de uma estrela da Broadway.

Por fim, sua voz, sua desenvoltura e seu talento ficarão para sempre em nossas memórias. Descanse em paz lenda!