A empresa que foi uma das pioneiras do serviço de streaming está buscando agora novos horizontes para permanecer atual dentro do mercado que está a cada dia se tornando mais populoso.

Netflix anunciou diversos projetos originais que estão em andamento e irão fazer parte do vasto acervo da empresa. Durante anos a empresa manteve quase que um monopólio no mercado de streaming, mas as coisas estão mudando para ela, principalmente agora que a Disney também está se preparando para ter o seu próprio serviço, e que já anunciou séries da Marvel dentro da sua coletânea.

Visando se fortalecer se consolidar, a empresa anunciou seis projetos de animação originais. A tendência do serviço até o momento dentro das produções originais eram mais voltados para séries live-action ou longas. Mas agora ela está expandindo suas animações e chamou nomes de peso para estarem à frente destes projetos, como é o caso da diretora Nora Twomey, que foi indicada ao Oscar na categoria de melhor animação.

Outro grande nome que está trabalhando com a Netflix é Craig McCracken, o criador do desenho As Meninas Super-Poderosas, que foi um enorme sucesso durante anos na televisão. Craig está trabalhando na história de um menino que irá ganhar super-poderes depois de encontrar algumas pedras cósmicas, porém ele afirma que não se trata de uma típica história de satisfazer seus desejos, e sim uma jornada real.

“É a história de como a realidade de ter super-poderes não satisfaz as expectativas que são criadas em cima disso. Em sempre senti que a melhor parte das histórias de super-heróis é quando você está vendo ele aprendendo sobre suas habilidades, e não quando ele já domina os poderes. Esse é o momento que eles são mais engraçados e mais fáceis de se criar empatia.”

Além dessa iniciativa a Netflix está incentivando a comunidade criativa para um trabalho em conjunto. Melissa Cobb que é a responsável pela equipe de crianças e família, afirmou que a empresa tem tentado adotar uma postura de capacitação, onde a empresa não quer criar uma única identidade de estilo, mas sim ter uma diversidade abrangente dentro das suas obras.

“Estamos tentando adotar uma filosofia na Netflix de capacitar criadores e trazê-los para o espaço da animação. Não estamos focados em criar uma identidade de marca aqui. Queremos produzir uma ampla gama de conteúdo que atraia crianças e famílias em todo o mundo.”