A Universal e a AMC Theatres chegaram a um acordo que permite ao estúdio lançar seus filmes sob demanda após três semanas em cartaz nos cinemas.

Nos primeiros dias de pandemia de COVID-19, a Universal causou ao pular os cinemas e colocar a sequência animada de Trolls (Trolls 2) liberada digitalmente em várias plataformas trazendo um grande retorno para o estúdio. Essa medida enfureceu a AMC, que respondeu dizendo que não iria mais exibir filmes da Universal em seus cinemas.

Em junho ainda não haviam chegado em um acordo.

No entanto, a Universal e a AMC Entertainment anunciaram que os filmes da Universal terão de se comprometer 17 dias de "exclusividade em cartaz". Depois disso, o estúdio terá a opção de disponibilizar seus títulos em plataformas de vídeo sob demanda, incluindo a própria AMC Theatres On Demand.

Com isso, muitos já podem estar de olho nessa "parceria". Se estúdios como Sony, Warner, Disney decidirem avançar com essa mesma ideia, o cenário dos cinemas terá uma grande mudança no futuro.