A nova série original da Netflix estréia nessa semana e traz como plano de fundo uma temática política do cenário vivido no Brasil, inspirado pela operação Lava Jato da polícia federal. A obra criada por José Padilha e Elena Soares é intitulada de O Mecanismo e traz adaptação livres de situações e personagens reais.

Padilha é um dos criadores de Tropa de Elite e uma série de comparações já surgiram entre as obras, principalmente no quesito audiência e popularidade conquistada, ao contrapor com o longa Polícia Federal: A Lei é para Todos que teve a maior bilheteria do cinema nacional em 2017 mas uma péssima recepção da crítica. O objetivo é acertar na fórmula de Tropa de Elite e permanecer fidelizando a audiência já conquistada pelo tema, principalmente pelo imediatismo e proximidade dos fatos que ainda continuam acontecendo no cenário real.

"A série busca compreender como os meios de corrupção se tornam um processo que se alimenta. A história decifra essa engrenagem, que vai do alto escalão ao ser humano que falsifica carteira de estudante para pagar meia-entrada em show", complementa Daniel Rezende.

A história traz a investigação feita pela polícia após receber denúncias de corrupção, se tornando uma obsessão dos policiais interpretados por Selton e Caroline com todo o drama envolvendo o sistema de corrupção instaurado no país. Segundo Padilha, a série não contará o passo a passo das investigações e utilizará do mesmo mecanismo de Tropa de Elite fazendo com que os personagens não sejam relacionados com pessoas envolvidas na operação.

A série, no entanto, traz todos os núcleos presentes no contexto real e não carregam seus nomes verídicos.

A trama de investigação policial possui oito episódios e contam com nomes no elenco como o de Selton Mello, Caroline Abras e Enrique Diaz e terá a sua estréia no canal de streaming na sexta-feira dia 23 de Março.