O ator Ray Fisher afirma que não se afastou do papel de Cyborg na continuidade do DCEU como afirmam alguns relatórios. Ele também afirma que essas informações não são nada além de distrações para suas alegações contra o chefe da DC Films, Walter Hamada, tentando se intrometer nas investigações da Liga da Justiça.

Logo após a notícia de que o Cyborg estaria fora do filme solo The Flash com o DCEU tentando reformular o personagem, Fisher disse que ainda não se afastou do papel. Em seu Twitter oficial, ele escreveu sua opinião ainda acrescentou que o site The Wrap estaria fazendo parte do "esquema".

Confira:

Em resposta aos comentários recentes de Fisher, a WarnerMedia divulgou uma declaração oficial, coincidentemente por meio do site The Wrap, dizendo que tem total confiança no resultado de sua investigação, conduzida por uma empresa terceirizada.

"A investigação foi conduzida por um escritório de advocacia externo e liderada por um ex-juiz federal. Mais de 80 pessoas foram entrevistadas. Temos total confiança em sua eficácia e integridade, e medidas corretivas foram tomadas. A investigação foi concluída e é hora de seguir em frente".

A imprensa não entrou em detalhes sobre as alegações de Fisher sobre Hamada. Também, não há indicação sobre os relatos de que o Cyborg foi realmente retirado de The Flash.