TV chilena, Mega TV,  divulgou um pedido de desculpas sobre a paródia com o grupo BTS mostrada no programa "Mi Barrio", que foi ao ar dia 10 de abril.

O ato envolveu cinco membros de uma boy band que estavam aparecendo em um talk show. Quando pediram para se apresentarem, eles afirmaram que seus nomes eram Kim Jong Un, Kim Jong Dos, Kim Jong Tres, Kim Jong Cuatro e Juan Carlos. O primeiro nome implica uma associação com o líder norte-coreano Kim Jong Un, e os três nomes seguintes contam para cima em espanhol. Quando perguntados quais eram seus nomes reais, os membros se apresentaram como V, Jungkook, Agust D, J-Hope e Jin, confirmando que estavam parodiando o BTS.

Os apresentadores, se vestiram como o BTS as promoções de "DNA"

Durante a atuação, eles compartilharam que apenas um membro era capaz de falar coreano, mas na verdade começou a falar com um absurdo alto a frase que se traduzia: "Eu tenho a vacina". 

Após a transmissão, muitos fãs do BTS começaram a expressar seu desconforto com o segmento, com a hashtag #RacismIsNotComedy e apresentando reclamações formais ao Conselho Nacional de Televisão do Chile.

Em 12 de abril (hora local), a emissora Mega usou sua conta no Twitter para emitir um pedido de desculpas. Eles comentaram:

"A todos aqueles que estão magoados, queremos pedir desculpas e mostrar nossa empatia. Não tínhamos intenção de insultar ou machucar nenhuma comunidade. Continuaremos aprendendo, melhorando e ouvindo."

Embora não tenham respondido a esta situação exata, o BTS se manifestou contra o racismo anti-asiático em uma carta detalhada no mês passado.