Os cancelamentos de DemolidorPunho de Ferro e Luke Cage não teriam sido motivados apenas por diferenças criativas e o desenvolvimento do streaming da Disney. Segundo Matthew Ball, antigo chefe de estratégia do Amazon Studios, a Netflix e a Marvel teriam discordado quanto ao número de episódios das temporadas (via Twitter).

A Netflix queria que os novos anos das séries tivessem entre seis e oito episódios, para reduzir o valor gasto com a produção e melhorar a qualidade e a retenção da audiência. Como consequência a Disney teria que reduzir seus rendimentos em dois terços e, ainda, continuaria sem personagens valiosos para os novos live-actions. Pelo acordo firmado entre as empresas em 2013, a Netflix poderia até forçar uma renovação, mas não nesses termos. De acordo com Ball, não seria vantajoso para nenhuma delas.

Lembrando que oficialmente Disney e Netflix não confirmaram nada disso.

Até o momento, Jessica Jones O Justiceiro continuam no streaming, sem anúncio de cancelamento. A expectativa é que as novas temporadas cheguem em 2019.

A era da Marvel na Netflix vai chegando ao fim junto com o anúncio do serviço de streaming da Disney, o Disney+, que recentemente confirmou séries de Loki, Feiticeira Escarlate e do Soldado Invernal junto com o Falcão. Agora, a expectativa é que outros personagens da Casa de Ideias ganhem espaço em programas do novo serviço, que está previsto para o fim de 2019.