A edição de 2023 do Oscar já é na próxima semana e por aqui estamos cada vez mais ansiosos para quem vai levar as estatuetas mais cobiçadas do cinema. Nesse clima pré-premiação, nós do Bora Assistir, resolvemos montar a lista dos indicados a Melhor Canção Original, trazendo a ficha técnica de cada um deles e as apostas de quem vai levar a estatueta para casa. Confere só!

 

Applause - Tell It Like a Woman

Uma das queridinhas de Hollywood dos últimos anos, Sofia Carson teve sua primeira indicação ao Oscar com uma música original para o filme Tell It Like a Woman. A letra da canção, feita pela veterana Diane Warren que já ganhou um Oscar honorário na última edição e conquista sua décima quarta indicação ao prêmio, fala sobre empoderamento e acreditar em si mesmo. O fato da música conversar sobre dar créditos aos nossos talentos combina bem com a premissa do filme . Apesar de ser uma letra bonita e de Sofia Carson estar em evidência no quesito músicas de filme desde Continência ao Amor, a música deve correr por fora na categoria. Ainda assim, seguimos ansiosos para ver uma emocionante apresentação no próximo domingo.

 

Hold My Hand – Top Gun: Maverick

Será que teremos mais uma estatueta para Lady Gaga na categoria de canção original? Mais uma vez a cantora consegue uma indicação e por um filme com forte apelo popular. Além de a própria Gaga ser um forte e consolidado nome tanto na indústria musical como na premiação, o fato de Top Gun ser um dos filmes de maior bilheteria do ano e estar concorrendo em categorias que provavelmente não vai levar, essa pode ser uma das grandes apostas para levar esse prêmio. A música conversa muito com a história do filme, mas infelizmente não teve o mesmo sucesso de Take My Breath Away, do primeiro longa. Ainda assim, os vocais poderosos e a batida marcante podem surpreender os críticos. A música também foi indicada em premiações importantes como o Globo de Ouro, mas não levou.

 

Lift Me Up – Pantera Negra: Wakanda Para Sempre

A grande vencedora pode estar bem aqui! Isso porque a música uniu uma série de aspectos emocionais importantes: um filme de herói negro, a homenagem ao Chadwick Boseman e o retorno ao mundo da música de nada mais nada menos que Rihanna, a intérprete da canção. O resgate a ancestralidade e cultura africana também é um forte ponto de apelo, tanto pela riqueza cultural como também na estética da música. O piano acompanhando a voz potente de Rihanna com toques de instrumentos de corda possui um aspecto tocante que une a história do filme, quase parecendo uma oração. Além disso, essa é a primeira indicação da cantora, que já conseguiu quebrar recordes esse ano.

 

Naatuu Naatu – RRR

A equipe por trás do contagiante número de dança de RRR: Revolta, Rebelião, Revolução, M.M Keeravaani e Chandrabose, são a grande novidade e surpresa da crítica especializada na categoria com a faixa Naatu Naatu. Vencedores do Globo de Ouro e também do Critics Choice Awards, a canção promete ser a performance ao vivo mais espetacular da história do Oscar. A música possui uma variação das batidas tipicamente indianas com um aspecto mais pop e é extremamente animada. O filme é um musical com muitas cenas de danças, o que contribui para a popularização da canção. Em toda a história do Oscar, é apenas a segunda composição de um autor indiano a ser indicada na premiação. Como provavelmente o Oscar não vai repetir o vencedor do Globo de Ouro, essa canção não deve levar o prêmio, mas terá um grande espaço de visibilidade.

 

This is Life- Tudo em Todo Lugar ao Mesmo Tempo

O grande apelo dessa indicação se encontra no compositor David Byrne, que retorna à lista de indicados após mais de 40 anos, quando ganhou o Oscar de Melhor Trilha Sonora com 1987 para o filme O Último Imperador. Junto com dois estreantes Mistki e Son Lux, a faixa This is Life pretende levar a estatueta através do impacto e popularidade do filme ao qual faz parte, Tudo em Todo Lugar ao Mesmo Tempo. A música, no entanto não tem tanto apelo sonoro nem de letra. Além disso, a canção não foi indicada em nenhuma outra premiação.