E vamos de review pré-hiatus! Aos desavisados de plantão, Riverdale vai entrar de férias e só retorna em julho. E justamente por esse ser um episódio de middle season, e com um grande intervalo, era esperado grandes plots e revelações. E terminou que não foi assim.

O episódio começou leve com danças e pegações. Eu sabia que ia rolar um rolo entre Jughead e a Tabitha e os dois trocam um beijo no Pop’s ao fim de mais um dia de trabalho. Aiaiaiai.

E aí nós somos levados diretamente a parte séria do episódio. Assim, do nada, após o beijo. O FBI levanta a hipótese do pai de Betty estar envolvido em alguns dos assassinatos mais antigos ocorridos na estrada solitária. Isso porque alguns corpos estão lá há anos, antes mesmo dos desaparecimentos recentes. E fica no encargo de Betty descobrir se existe essa ligação.

Isso tudo é comandado por Glen, o namoradinho da Betty do FBI, que resolveu ficar na cidade para ajudar. É estranho essa motivação dele, já que antes ele não dava a mínima, até descobrirmos o motivo: ele está usando a família Cooper como objeto de estudo da sua dissertação sobre genes de assassinos. Bizarro.

A agente de obras voltou à trama, após ser esquecida em um churrasco no último episódio, e a cena em que ela aparece é justamente no bosque de bordo dos Blossom. Cheryl descobre que as árvores estão com problema e a avó de Cheryl continua alimentando a trama de maldição quando a seiva do bordo não sai das árvores do bosque.

Assim fica fácil para Reggie convencer Nana Rose a vender o bosque para ele, em uma tentativa de se redimir por ficar contra Hiram no jogo de futebol. Acontece que Hiram está de olho em possíveis pedras preciosas que estão localizadas no bosque dos Blossom.

O que eles não previam é que Nana Rose era considerada incapaz e consequentemente a venda é anulada. Como uma forma de forçar Cheryl a vender o bosque, Reggie coloca fogo na mata, que quase destrói Thornihill.

O general do batalhão de Archie aparece na cidade dizendo que o ruivo ganhou uma medalha de herói pela última missão que participou. Ele pareceu um pouco esquisito forçando Archie a aceitar essa medalha, o que deixou o combatente com uma pulga atrás da orelha. Após investigar, ele descobre que o general é um corrupto e pode estar usando essa cerimônia para abafar alguma coisa.

No meio disso tudo, uma explosão ocorre na prisão orquestrada por Hiram para fazer os presos fugirem. O objetivo era que eles provocassem alguns problemas em Riverdale High durante uma reunião de pais que estava acontecendo na escola. Felizmente Archie estava lá para evitar maiores problemas.

Só que no meio dessa fuga alguns personagens interessantes acabam surgindo. A primeira delas é Penelope Blossom, que assim que sai da prisão vai até a propriedade dos Blossom para avisar que tudo está pegando fogo. Enquanto está sendo tudo consumido, Cheryl e a família rezam num ritual muito do bizarro para o vento desviar as chamas ao invés de simplesmente correr? Elas ainda cogitam um sacrifício com Minerva, a agente, assustando a moça. Acho que agora ela some de vez.

Outros dois prisioneiros participam da fuga: Charles e Chic, que aparecem de surpresa na casa dos Cooper no dia do aniversário dos gêmeos. Um adendo aqui porque um pouco antes é mostrado uma cena que Alice e Betty descobrem que eles empurraram um colega da escola e não sentiram remorso. Agora Betty acha que os gêmeos podem ter herdado o gene da psicopatia da família.

Assim, quando o casal mais improvável da série aparece (detalhe para Chic com um cabelo longo feminino), os dois tem a atitude mais improvável da série: pedir para Alice casar os dois. Só que Glen chega nesse momento e Charles arma toda uma cena com as crianças, após Betty intervir, e eles acabam num embate com ela enfiando uma faca em Chic e dando um tiro em Charles.

Tudo isso só resulta na decisão de Betty em assumir as rédeas do caso de Polly sozinha e ela segue em um caminhão procurando pistas da irmã.

Na parte bléh do episódio temos Jughead com um bloqueio criativo. E a solução do rapaz é consumir cogumelos alucinógenos para escrever. Todo esse plot e as cenas seguintes são uma piada, mas no fim, após uma visão com as ex-namoradas, ele surta e desaparece (?). Tudo o que sabemos é que Tabitha procura por ele na manhã seguinte e encontra o livro ensanguentado junto com uma algema ao qual ela tinha deixado ele preso e nem sinal do escritor. Mas o que vimos antes dessa cena? Uma luz forte aleatória, dando a entender que Jughead pode ter sido abduzido. Preguiça.

E foi isso que tivemos neste último episódio. Decepcionante? Um pouco. Mas como é Riverdale a gente meio que já está esperando. Vamos agora torcer para bons ventos a partir do segundo semestre.

P.S: Fiquei incomodada com o plot da Veronica. Como uma mulher empoderada como ela se deixa chantagear duas vezes pelo mesmo homem no mesmo episódio? Nossa.