Durante o DC Fandome 2020, os fãs amaram descobrir que John Cena daria vida ao icônico Pacificador no filme O Esquadrão Suicida. E com as expectativas lá em cima, muitas pessoas saíram surpresas ao descobrirem que o personagem tinha as atitudes mais questionáveis de todo o filme, e muitos se questionaram sobre como o diretor e roteirista James Gunn traria a empatia do público ao anti-herói no futuro.

Foi então que, em 13 de janeiro, tivemos o contato com os três primeiros episódios da série solo do anti-herói no HBO Max. E agora vamos falar um pouco sobre os acontecimentos desse começo de temporada da série.

Peacemaker' Opening Dance - What's the Song in Peacemaker Intro?

Quando falamos de um projeto de super-heróis com o nome de James Gunn na produção, sabemos que nossas expectativas podem ser quebradas em diversos momentos. E um dos primeiros indícios dessa quebra está justamente na abertura do seriado.
Trazer a abertura do seriado com uma cena onde todo o elenco é submetido ao ridículo poderia ser uma coisa horrenda, mas a situação consegue dar a volta, e se torna uma coisa maravilhosa — e nas mãos de outro produtor ou diretor isso nunca teria acontecido.
A abertura se junta ao grupo de melhores aberturas de séries dos últimos anos (junto com as de ArcaneDemolidorThe Leftoversetc.), e ela é apenas o primeiro indício do clima que a série tem a oferecer.

Peacemaker: Cena da nova série da DC no HBO Max mostra equipe do Pacificador

Seguindo os eventos do filme de 2021, a trama do seriado acompanha o anti-herói vivido por John Cena sendo convocado para uma nova missão em uma equipe clandestina de Amanda Waller (Viola Davis) para impedir uma ameaça que coloca a humanidade em risco.

James Gunn mais uma vez abraça o uso da sátira para desenvolver sua trama, e assim como foi feito no filme solo da Força Tarefa X, temos ótimas críticas aos Estados Unidos atual — que busca tirar o seu nome de grandes polêmicas — e também temos piadas sobre propagação de fake news e da toxicidade e racismo crescente na sociedade de hoje.

Gunn não pretende ser cauteloso quando busca evidenciar todas essas críticas, e o choque que temos ao assistir interpretações tão controvérsias e criticar tais atitudes mostra que a mensagem foi muito bem passada para o público, e que esse é mais um acerto das mãos do diretor.

Peacemaker: HBO Max lança novo trailer de série derivada de O Esquadrão  Suicida

Outro ponto positivo presente nos episódios está na ótima química do elenco e no desenvolvimento dos personagens.
É incrível ver a sintonia presente entre os atores e atrizes durante os vídeos de bastidores da série, e é mais incrível ainda quando podemos ver que o resultado em tela foi melhor do que o esperado. Isso enfatiza a ideia de que, se você trouxer uma boa sensação dentro do set de filmagens, o resultado final será extremamente satisfatório.

E todo o elenco manda muito bem em seus personagens, mostrando que qualquer um deles poderia ser mais eficaz para toda a missão do que o próprio protagonista da história, e nós queremos conhecer e nos divertir um pouco mais com eles durante esses 8 episódios.

Peacemaker won't be available to stream at this time in India but James  Gunn tried – Pursue News

E dois destaques para o elenco da série vão para a dupla John Cena e Freddie Stroma (o Pacificador e o Vigilante, respectivamente).

A versão de Adrian Chase que vemos na série é completamente diferente do que temos nos quadrinhos, mas ela fica ótima graças a escrita de James Gunn e da brilhante atuação de Freddie Stroma, que se sai bem com a personalidade cômica do personagem, e muitas vezes me lembrou Chris Hemsworth (o Thor do MCU) quando o assunto é conseguir dividir o timing cômico tanto sozinho como com os demais personagens da trama.

Mas os maiores elogios quanto à atuação caem nos ENORMES braços de John Cena como protagonista.

Desde que saiu da WWE, o ator entrou numa jornada para se tornar um grande astro do cinema ao lado de seus antigos colegas Dave Bautista e Dwayne Johnson. E após diversas produções medianas ao longo dos anos, Cena finalmente teve o casamento perfeito quando se encontrou com seu novo personagem, entregando a melhor performance de toda a sua carreira.

Sua versão do Pacificador nesses três primeiros episódios nos faz enxergar diversas camadas da personalidade do personagem, mostrando que ele não é apenas um brucutu com sede de sangue, mas ele também é uma pessoa ingênua demais, e que acha que faz a coisa certa com discursos e ações mais erradas que tudo nesse mundo.

A conturbada relação entre o protagonista e seu controverso pai (interpretado por Robert Patrick) nos mostra quais foram as causas que levaram o personagem a ser tão bruto e que o transformou em uma pessoa boba, mas que pretende mudar ao longo do caminho. Fico ansioso para ver mais desse desenvolvimento e da jornada de redenção que o personagem pretende traçar nos demais episódios.

Peacemaker series gets first teaser trailer and release date

Mas se todos os pontos até agora foram bastante positivos, chegou a hora de falar de algo que me dividiu durante os episódios: O humor.

Amo as tiradas cômicas de James Gunn em suas produções. Ela é seu porto seguro para desenvolver ótimas cenas entre seus personagens durante os episódios, pois cada um deles apresenta um tipo específico de humor e nós podemos passar muito tempo rindo de algumas das cenas e de certos diálogos presentes durante a série, mas tem momentos nos episódios onde a duração das piadas é longa demais, e o tempo gasto em algumas dessas piadas mais longas poderia ser usada para desenvolver um pouco mais do mistério dos vilões da temporada e dos segredos de alguns personagens, por exemplo.
O bom da comédia nesse seriado é que, por mais longa que algumas piadas podem ser, elas nunca nos tiram da trama, o que não deixa o espectador perdido na cena seguinte, como muitas outras produções da Marvel costumam se perder no humor.

Assistir Pacificador todas as temporadas Online em HD (Dublado e Legendado)  - FuriaFlix

Os três primeiros episódios de Pacificador funcionam muito bem para humanizar o protagonista controverso, nos apresentar a uma equipe e uma ameaça com bastante potencial, e capturar o público com uma história excelente. Fico ansioso para o restante da temporada e para as demais surpresas que estão por vir nos próximos episódios — e para ver muito mais da águia Eagly.