Antes tarde do que nunca, voltamos com as reviews de Riverdale! O seriado teen ficou um bom tempo de hiatos, por conta das paralisações das gravações em decorrência da pandemia de Covid, mas voltamos, porém voltamos calmos demais.

Esse fim de temporada promete continuar o parâmetro forçado da quarta temporada e terminar em 19 episódios, ou seja, isso significa que estamos nos encaminhando para os últimos suspiros de uma quinta temporada que ainda não achou seu rumo.

Ficamos com um pouco de ação e muitos plots sendo jogados no último episódio antes do hiatos, e consequentemente era  o que estávamos esperando neste capítulo. Obviamente não foi o que tivemos. Mas vamos explicar do começo.

A cidade está tomada de bandidos após a explosão da cadeia, o que leva a eventos interessantes e a volta de alguns rostos conhecidos. A escola foi destruída e alguns assaltos começam a acontecer pela cidade, o que deixa todos muito preocupados.

Dodger Dickson e a mãe, que estavam presos desde o episódio de Ação de Graças, retornam para tentar causar e angariar um paládio que o Hiram esconde de todos. E por causa dele, a tropa do Archie se junta a Veronica e Reggie para conseguir uma pedra de volta e libertar os reféns que incluem o próprio Hiram, o governador e o Xerife Keller.

Ponto importante aqui é que Veronica vai até Nova York para se divorciar, mas isso não acontece. Então nessa volta da série, Archie e Veronica ainda não se acertaram.

Outra fugitiva da explosão da cadeia, Penélope embarca numa vibe muito louca de ser pastora e funda uma igreja na propriedade dos Blossom, tentando angariar dinheiro. No início Cheryl é contra, mas acaba embarcando com a mãe e aí presenciamos Thornihill se tornar uma grande Assembleia de Deus para desajustados.

Tivemos também , motivados pelo sumiço de Jughead, a aproximação da Tabitha e Betty e o reencontro das mulheres da vida do escritor, incluindo a namorada dele da época de Nova York, Jessica.  Jughead, após sumir e viver uma realidade estranha e que até agora não fez sentido, resolve ir para Nova York pegando uma carona com os famosos caminhões, supostos de sumir com as garotas. E enquanto ele vive a perseguição sobre a própria história, as meninas tentam descobrir o que aconteceu com Jug.

Todas as cenas de Jughead com o tal Doc não deixa claro se realmente existiu ou se foi um delírio. Até porque é mostrado uma cena antiga dele contando exatamente essa história na época que estava em Stonewall. Também me incomoda o fato de não mostrarem ainda como ele escapou do Bunker e a relação disso com aquela história dos homens mariposas. Mas tudo bem.

No fim isso foi tudo o que aconteceu no episódio. Fiquei com a cara no chão achando que teríamos mais? Com certeza. Mas é Riverdale e eles adoram nos cozinhar em banho maria até não aguentarmos mais.

P.S: A busca pela Poly foi totalmente esquecida em um churrasco nesse episódio.