Depois do tão esperado último episódio, Riverdale retorna nesta semana com a continuação da morte de Jughead. Muito ainda falta sem explicado e mais que isso, observado no comportamento das pessoas ligadas ao acontecimento.

O episódio começa um tanto estranho, com uma ligação de Yale para Betty, disponibilizando uma vaga na faculdade. A loira fica um tanto arrasada, pois sabe que essa nova vaga disponível era a de Jughead. A partir daí começamos a ver cenas gravadas que posteriormente vamos descobrir ser um documentário produzido por Alice sobre a morte de Jughead.

Temos uma cena iti malia com Cheryl se preocupando com a saúde mental de Betty e se oferecendo para ser sua sombra afim de que ela não tente nada contra a própria vida. Depois descobrimos que Betty irá se aproveitar da bondade da prima para fazer um jogo com ela.

Veronica e a irmã estão em pé de guerra neste episódio. Hermosa deixa claro que quer descobrir o que tanto a irmã esconde sobre a faculdade e também sobre a noite do assassinato de Jughead. Ela banca a detetive e termina deixando Veronica em algumas saias justas, inclusive quando ela oferece documentos falsos para irmã alegando que ela seria presa pelo assassinato.

Donna se torna uma nova pista do assassinato de Jughead plantada por Betty. FP vai até o quarto da moça em Stonewall e descobre um broche de Jug que Betty colocou no quarto dela. Donna lógico não perde tempo em trazer uma narrativa que ponha a culpa em Betty e faça FP pensar.

Betty, Veronica e Archie são presos, pelo o que entendemos como plano de Betty. Eles estavam extremamente calmos quando a policia chega na escola e Betty ainda fala sobre “os esnobes” agirem como eles queriam. Até durante os depoimentos eles permanecem serenos, como se soubessem que não ia dar em nada. E foi a partir desse momento que as ações deste episódio começam a ficar estranhas e um tanto bizarras.

Alice acha que Betty foi a culpada pelo assassinato de Jughead, o que deixa a filha em choque. Mas logo depois eles são liberados da delegacia e fica por isso mesmo.

Donna conta que Jonathan foi quem espalhou sangue de Jug na pedra e descobre que Betty trocou as pedras que foram analisadas em laboratório, pois o resultado deu que o sangue encontrado era falso. Ela acredita que FP pode estar ajudando Betty ou que Jughead não está realmente morto. Ela também deixa claro que vai fazer de tudo para incriminar Betty no assassinato.

Devo confessar que a tentativa de tentar ser um episódio meio de terror, com todos os personagens questionando as coisas, falando ou agindo estranho foi completamente bizarro. Os diálogos beirando o cômico acabaram com a vibe que tentaram criar para o episódio.

A partir disso, Betty resolve organizar um funeral para Jughead. Todos são convidados e Donna e Bret armam um escândalo no funeral tentando abrir o caixão por acreditar que Jughead não morreu. Também durante o funeral, Hiran propõe uma licença para FP, que se demite do cargo de xerife.

Os meninos do Centro se afastam de Archie por achar que ele está ligado ao assassinato de Jughead e Kevin conta no documentário que todo mundo está achando que Jughead não morreu de verdade, por ele ser fissurado em um conto onde o protagonista finge a própria morte para saber o que a cidade pensa dele.

Mas a loucura realmente começou quando Betty tacou um beijão no Archie com a Cheryl flagrando e tudo. Lembra quando eu disse que ela ia usar a ruiva? Ela aproveitou que Cheryl tava de olho no que ele estava fazendo e começou a se aproximar mais de Archie. Isso chamou a atenção de Cheryl que começou a seguir o casal (?) e flagrou o beijo. E lógico que a menina Blosson ia mandar a foto para toda a escola, menos para Veronica ao qual ela faz questão de falar pessoalmente.

Daí Veronica foi tirar satisfação, é claro, em frente a todo mundo. A cena dela na escola foi tosca demais! Ficou claro que era tudo tão combinado.

E aí tudo virou sobre se Archie e Betty realmente deveria ficar juntos. Como Kevin disse, toda a cena só serviu para uma tentativa de provar que Jug está morto, pois ela não ficaria com Archie se ele estivesse vivo. E nisso as pessoas da série começavam a ficar mais confusas. E eu rindo de tamanha loucura sem sentido.

O diálogo entre Betty e Donna também foi extremamente bizarro. Ela indo todos os dias no bunker sabendo que estava sendo seguida também. Tamanha obsessão de Donna por essa história que ela chega a invadir o bunker para saber se Betty estava com Jughead ou não. E todo mundo achando isso super de boa.

É impressionante como os roteiristas conseguiram acabar com a melhor ideia que eles tiveram. Todo o arco pós descoberta da morte do Jug foi extremamente tosco, sem noção e um tanto nojento. A Veronica sendo insegura também foi patético, porque não faz o tipo dela nem de longe.

Eu ainda tô chocada que eles realmente bateram no Jughead para esconder ele e tentar descobrir os podres de Stonewall, desvendando os mistérios do assassinato do Mr. Chipping. Deveríamos saber que os roteiristas não teriam coragem de lançar mão do personagem.

Inclusive, tosco também foi aquela quantidade de gente envolvida na armação para dois adolescentes idiotas caírem. Sinceramente viu, até FP perdeu o emprego por conta dessa babaquice.

Mas nem só de vergonha alheia foi o episódio. As trocas de mensagens entre Archie e Betty no final do episódio, isso sim foi interessante. Será que teremos uma confusão de sentimentos dos personagens? Quero ver no que isso vai dar.  

Bret dizendo que eles mataram Jughead e mandando Donna aceitar a vitória foi o auge para ver que ele é só um cachorrinho da menina. E eu ainda não acredito que eles mataram Johnatan para se passar pelo Jughead, só para incriminar a Betty. É um jogo doentio desse povo, um achando que está na frente do outro. Mas o melhor era ela tentando provar que Jughead tava vivo porque tinha três milk shakes no bunker. Soltei uma sonora gargalhada porque nunca vi um roteiro tão ruim em toda a minha vida.

Agora lembra que Veronica e a irmã estavam se matando o episódio inteiro? Parece que o jogo virou e teremos Hermosa ajudando Veronica. Ela descobriu para a irmãzinha que Donna esconde um segredo podre que vai servir para desmascarar os esnobes.

Não sei o que esperar dos próximos episódios, mas quero saber por quanto tempo eles vão manter essa história do fingimento da morte do Jughead. Estamos vivendo uma grande alucinação coletiva.

P.S: a parte da Cheryl e do Reggie no documentário foi a melhor parte do episódio!