Estávamos com saudades das cenas de pegação! Riverdale volta a forma com um dos momentos mais esperados pelos fãs: o retorno de Archie e Veronica. Episódio importante e que já resolveu o mistério da temporada, confere só!

Tudo começa com a morena no processo de divórcio com Chadwick. Ela estava até disposta a dar tudo para o ex marido, até que ele confessa a Hiram que gostaria de uma reconciliação e o Lodge sugere que ele acabe com a vida de Archie para ter o caminho livre. Com uma arma irrastreavel dada por Hiram, ele atira contra Archie que consegue escapar, mas Chad fica tão nervoso que deixa a arma para trás.

Em posse dela, Veronica exige a assinatura do divórcio e todos os bens do casal e para comemorar cai nos braços de Archie.

Óbvio que Chad foi só uma peça da vingança de Hiram por Veronica ter roubado o paládio. Achando que o ex genro ia dar um jeito no Andrews, ele mesmo tenta resolver o problema explodindo uma bomba na mina dos Blossom, onde Archie e sua equipe estão trabalhando. Ele e Eric ficam presos na mina e quando Veronica descobre que foi algo intencional liga logo a figura do pai.

Ela vai atrás de Hiram e o golpeia na cabeça. Após isso uma conversa emocional é travada e ela promete ao pai que se Archie morrer ele irá morrer também.

Mas, após uma reza poderosa de Cheryl (risos), Archie surge das profundezas da mina com Eric em seus ombros.Nesse meio tempo ainda tivemos um Chadwick invadindo a casa de Veronica para matá-la, mas a gata foi mais esperta, distraiu ele e terminou colocando uma bala nele. Ela ainda foi misericordiosa com o pai o deixando vivo, mas deixou o recado para ele não se meter mais com o casal.

Ainda em pé de guerra com a filha, Penélope coloca vários questionamentos na cabeça de Kevin para ele duvidar de como Cheryl está conduzindo o ministério. Com as respostas que a ruiva dá, ele resolve sair de cena por não acreditar no rumo que estava sendo tomado. Inclusive esses questionamentos fazem Cheryl ficar fraca por fazer jejuns e aumentar seu ego, planejando até novos mandamentos. Ponto importante para uma possível doença que possa acometer a ruiva.

Alice continua cada vez mais depressiva com o desaparecimento da filha, inclusive pedindo ajuda para um desfecho na TV, um ponto importante para o restante do episódio.

Após o desaparecimento de uma garçonete do Pops, Tabitha pede para que Jughead ajude Betty a desvendar o caso. Enquanto estão pesquisando os arquivos, a notícia que um novo corpo chegou ao necrotério é dada à Betty. Dessa vez o corpo está desmembrado e em avançado estado de decomposição, sendo impossível o reconhecimento. Um exame de DNA é feito, mas não é compatível com Betty.

Eles descobrem que o corpo é da tal garçonete desaparecida e que o corpo dela e do caminhoneiro que Betty aprisionou e morreu engolindo a própria língua foram roubados. E tem mais: o DNA de Betty foi compatível com o do caminhoneiro, indicando que eles podem ser parentes e a conexão entre eles são os Blossom.

Também durante a investigação Jughead contata um ex aluno que tinha desaparecido por uma semana na Estrada Solitária. Ele conta que não lembra o que aconteceu de quando foi pego, mas lembra de estar em um galpão perto da estrada e que tinha sido libertado por um homem que se apresentou com Homem Mariposa e que tinha dito que ele tinha sido capturado por engano. Ele também pediu para o adolescente não contar a história para ninguém, podendo que outros homens viessem atrás dele.

Toni teve seu próprio arco nesse episódio quando uma aluna a procura pedindo ajuda para se assumir lésbica para os pais. Talvez uma das partes mais humanas e interessantes do episódio.  Só que após Brita se assumir, uma briga entre ela e a mãe faz a adolescente sumir. Toni então pede ajuda a Betty e junto com ela, Jughead e Fangs, vão atrás da menina na Estrada Solitária.

Antes dessa busca pela adolescente, durante uma conversa com Nana Rose, Jug e Betty descobrem que o marido dela teve seis filhos fora do casamento, que eram doados para um casal estéril para evitar escândalos. Inclusive o caminheiro é um deles. Para manter a discrição, os Blossom criaram o conto dos Homem Mariposas, que seriam as crianças doadas que moravam na floresta. E vocês lembram do velho que conversou sobre o assunto com a nossa dupla de detetives? Ele é o homem que adotou as crianças Blossom e ajudava a disseminar o conto dos Homens Mariposas.

Eu confesso que achei muito melhor saber que isso era um conto, e não uma história sobrenatural normal. E ah, o tal corpo que a Nana deu para Jug era de um primo que nasceu deformado.

Toda a verdade vem a tona no fim do episódio que ainda traz uma verdadeira luta de vários personagens para salvar Brita e descobrir mais sobre os Homens Mariposas que caçavam por prazer. E sabe quando as pessoas eram "abduzidas"? Era pro galpão esquisito próximo a estrada que elas eram levadas.

O velho também confessa onde Polly está, desenhando um mapa do ferro velho para que Betty e Alice fossem até lá, constatando que realmente ela estava morta e dando o desfecho que a história precisava.

Fico feliz de ver que esse plot teve um fim digno, diferente de muitos outros adotados por Riverdale. Polly vai ter o descanso que merece, Alice poderá sofrer em paz e sem culpas e Betty irá começar a focar nos seus próprios problemas emocionais.

Estou ansiosa para histórias mais maduras envolvendo os personagens!